quarta-feira, 27 de abril de 2016

A Visão marcante do mal caratismo intelectual do nosso município

Nosso pensamento é marcado com divisão politica que se aglutina aos arredores do município de Una. Diante de uma produção intelectual sem definição consistente, vivemos a beira de um colapso politiqueiro em que as velhas oligarquias buscam a todo preço emergir no campo politico municipal.
O preconceito da administração de uma mulher é oriundo de um olhar marcante do malcaratismo intelectual unense sobre o diferente, no caso, sobre uma mulher no comando. Pela primeira vez uma mulher ascende ao comando do executivo em uma cidade de predominância masculina na cultura do poder municipal, podemos ficar estarrecido com a manipulação de mentes em um espaço curto de tempo.
O povo clamou por mudança e não estava preparado para viver sob um governo que mudou completamente a forma de governar, acabando com os vícios que corroíam o erário publico, a mudança esta voltada à sociedade por um todo e não para uma minoria privilegiada como havia antigamente.
Precisamos de um governo municipal que trabalhe com honestidade e responsabilidade com as contas publicas, esse é o trabalho que a gestora vem promovendo no decorrer desses 03 anos e 04 meses.
Vivemos diante de milhares incoerências e pregações filosóficas acentuadas em denegrir a imagem de uma mulher. Precisamos de um dialogo contundente e tentar resolver os problemas do nosso município sem politica de pensamento egocêntrico, a população precisa esta ciente que os problemas que a sociedade enfrentar não será resolvido de uma hora para outra, mas podem ser amenizados colocando em primeiro lugar as prioridades como vem sendo feito.
Precisamos fazer uma reflexão sobre a importância das mulheres na política municipal. Em particular, o desempenho social preenchido pelas mulheres na sociedade é de extrema importância no que busca a igualar as funções que antigamente eram compostas por homens. Hoje a distancia esta bem mais curta, isso tem irritado as varias linhas opositoras em nosso município.
Temos uma oposição que tenta a todo custo cuspir regras sem fundamentação, com isso eles criaram uma imagem pejorativa diante de uma obsessão dos blogs tendenciosos que a todo o momento destilam o ódio a uma mãe de família.
A oposição se enganou com uma mulher que é firme em suas convicções e administra o município sem precisar aceitar a arrogância opositora. É preciso que chegue ao conhecimento de todos que a farra com o dinheiro público acabou.
por Lauro Leandro

SIGA mostra transparência das contas públicas

Nossos tributos bem investido pelo município 
O Sistema Integrado de Gestão Administrativa – SIGA, do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, oferece ao cidadão do direito de acompanhar a gestão pública da sua comunidade. Através deste sistema o contribuinte pode verificar as receitas, as despesas e o saldo bancário da Prefeitura e da Câmara Municipal.
No mês de fevereiro, por exemplo, a prefeitura de Una, teve investido em contas poupanças, provenientes de tributos municipais, a quantia de aproximadamente R$ 1,6 milhão. Segundo a prefeita Diane Rusciolelli, esta economia que tem feito com que o pagamento de pessoal na sua gestão não atrase, considerando a drástica queda dos repasses de FPM e ICMS.
A re-eleição é pela competência gerencial
Desmentindo boatos de desistência para concorrer a re-eleição, a prefeita Diane Rusciolelli afirmou ao nosso blog de que está firme na corrida eleitoral deste ano. Diane, mesmo com a impopularidade em alta, é apontada como uma gestora de responsabilidade, cuja qualidade rende elogios, inclusive de alguns opositores.
Depois que assumiu o governo, a prefeita ampliou a frota veicular, extirpou privilégios politiqueiros, sempre pagou a folha dentro do mês, cortou gastos com aluguéis, combustíveis, e comidas em restaurantes, e as estradas rurais estão bem acessíveis. Mas, a prefeita tem pecado nas ações consideradas políticas e populistas, a exemplo, da promoção de eventos festivos, festas culturais e na ampliação da promoção do esporte, motivos estes, que tem lhe causado desgastes políticos
fonte:unanamidia

terça-feira, 26 de abril de 2016

UNA: SINFESPU PRECISA SER DESPARTIDARIZADO

O sindicato tem sua importância na vida dos trabalhadores, que um dos seus maiores objetivos é a busca por melhores salários, melhores condições de trabalho que permitem ao trabalhador e a sua família viver com dignidade. O sindicato procura defender e garantir os direitos legais dos trabalhadores.Porém, diretores mal intencionados não pode subestimar a inteligência do servidor público e tratá-lo como massa de manobra. É necessário que o sindicato se atenha às suas funções com isenção partidária.
A lógica perversa é essa: mobiliza-se para fazer uma defesa de araque dos direitos dos servidores quando, na verdade, o verdadeiro interesse está em desgastar e enfraquecer o governo para que seus aliados políticos tenham alguma chance nas próximas eleições municipais. O dito aumento para o "primo", na verdade foi um reajuste para todos os cargos comissionados que tem política salarial diferente do servidor efetivo. Tá claro a conotação politiqueira da paralisação e da greve.
Fazer esse tipo de panfletagem nas ruas usando dinheiro do sindicato é imoral. A distribuição de panfletos informativos deve ser direcionada aos servidores seus respectivos locais de trabalho.
Fica evidente a intenção da direção do sindicato em prejudicar politicamente a gestão. Não há, de fato, o real desejo do SINFESPU em garantir direitos, mas, sim, gerar desgaste político para a atual gestão, posto que está sendo operado por um “braço partidário” de gestões passadas com forte tendência opressora sobre o próprio servidor que, quando teve por patrão tal grupo político, sofreu o pior momento dos servidores em todos os tempos.
É sabido por todos e isso nunca será aceito pelos opositores de Diane Rusciolelli que nunca na história de Una o Servidor Público Municipal foi tão respeitado. Ouvindo a população, percebemos que um dos principais pontos positivos da atual gestão é juntamente o tratamento respeitoso com o servidor, com seus vencimentos em dia. Enquanto a maioria dos municípios brasileiros, por conta da crise, atrasou salários e décimos terceiros, mesmo os municípios abastados como Mucuri no Extremo Sul da Bahia, Una honrou e até pagou adiantado os salários do funcionalismo público. (Rubem Gama)

Contas de Una serão re-analisadas quarta-feira.

As contas da Prefeitura Municipal de Una, sob responsabilidade da prefeita Diane Rusciolelli será re-avaliada pelo conselheiro do Tribunal de Contas na próxima quarta-feira (27). O conselheiro Fernando Vita deverá analisar o recurso da prefeita em pedido de reconsideração de ato. Na primeira oportunidade, a corte, por maioria, emitiu parecer prévio pela rejeição.
As contas financeiras da Prefeitura, referente ao ano de 2014, foram rejeitadas, em face do alto índice de gasto com pessoal. Foi aferido pela corte de contas um índice superior a 70% das receitas correntes líquidas para o pagamento dos servidores. Além da rejeição, a prefeita ainda foi multada no valor correspondente a aproximados R$ 61 mil. Confira as contas clicando aqui.
As argüições da prefeita sobre os gastos com pessoal, na época, não foram acolhidas pelo relator e pelo presidente da corte, José Alfredo Rocha Dias, ficou vencido o Conselheiro Mario Negromonte. Contas de outros municípios tiveram a decisão reformada em idêntico recurso e pelo mesmo fato.
fonte:unanamidia

Câmara gastou R$ 10.383,80 com reforma elétrica e hidráulica.


A Poder Legislativo Municipal fez uma verdadeira inovação no sistema de rede elétrica e hidráulica do prédio onde funciona a Casa do Povo. Só de caixas para instalação de ponto de energia foi feito a aquisição de 50 (cinqüenta) unidades, além de 500 (quinhentos) metros de fio de variáveis espessuras. Na Câmara também foram instalados 30 tomadas, 02 (dois) lavatórios, 01 (um) vaso sanitário e feito a limpeza da calha de água.
Para a prestação do serviço o eletricista embolsou o correspondente a R$ 3.600,00 (três mil e seiscentos reais) e a loja fornecedora dos materiais faturou uma nota fiscal correspondente a R$ 2.900,50. Também foi remunerado um pedreiro e um ajudante no valor de R$ 3.847,80 (três mil oitocentos e quarenta e sete e oitenta centavos).

Num restaurante da cidade, a Câmara pagou o montante de R$ 1.130,20 (um mil, cento e trinta reais e vinte centavos), no mês de janeiro, para alimentar 73 (setenta e três) pessoas com direito a refeição acompanhada de suco ou refrigerante. Todos os processos de pagamentos da Câmara e da Prefeitura podem ser conferidos aqui.
fonte:unanamidia

domingo, 17 de abril de 2016

Professor Jorge agora é PP. Pelo amor ou pela dor quase todos mudaram.

Contrariando ao seu discurso e a bandeira dos profissionais em educação, e até a sua própria ideologia partidária, o Vereador e Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, Professor José Jorge Santos, decidiu filia-se ao Partido Progressista – PP, controlado por Dejair e sua família.
Professor Jorge que há seis meses declarava amores eternos ao vice-prefeito José Nildo do Nascimento Santos, o Nildo Som, abandonou o companheiro no PSB e se aconchegou no colo dos Birschners. Ao que parece, a mudança do PT para o PP gera em torno da manutenção de Poder para receber por mais quatro anos um farto salário do Legislativo. É o poder pelo poder?
O vereador nunca declarou amores ao ex-prefeito Dejair, tendo em vista que, supostamente, reprovou três contas do político na Casa do Povo e criticou veemente a ação do ex-prefeito, quando da retirada de alguns benefícios dos servidores no ano de 2009. Atualmente, Jorge passa a acreditar no projeto político do filho de Birschner, o Tiago de Dejair, pretenso candidato da família.
Mais mudanças
Também mudou de partido, a vereadora Soninha que saiu do PMDB e ingressou no PSB. O vereador Mactha-Mactha saiu do PT e ingressou no PR, e seu colega Bico Fino que era aliado dos Birschner agora está no PSD, de Diane. Vereador Ailton filiou-se ao SD e Juvenal abandonou o PRP e foi para o DEM, de Zé Pretinho. Tonho da Piruna saiu do PSL, de Beto Careca, e agora é PT, e o vereador Man que saiu do PTN e concorrerá pelo PTB. Apenas os vereadores Dilsinho (PSDB), Tanda (PHS) e Davi (PMDB) permaneceram na mesma legenda partidária.
Cenário político atual
Com as mudanças partidárias e de acordo com o cenário político atual e sem composição político-partidária, os vereadores Mactha-Mactha, Juvenal, Ailton e Dilsinho devem caminhar ao lado do ex-prefeito Zé Pretinho, acaso seja candidato. Bico Fino, Davi e Tonho da Piruna devem seguir ao lado da prefeita Diane Brito. Já com Nildo Som deve caminhar apenas a vereadora Soninha, e com Tiago Birschner deve andar o Professor Jorge. O vereador Man deve acompanhar o Capitão Carlos. Tanda ainda não pode ser definido, tendo em vista que ele é próprio presidente de seu partido o PHS, mas tende ao grupo de Zé Pretinho.
fonte:unanamidia

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Tá Explicado – Vereador Líder dos professores e do Sindicato em Una/Ba trai a classe se aliando ao grupo e partido político que deu calote salarial na classe

Vereador E professor Jorge líder do Sindicato dos professores agora pertence
ao grupo e partido daqueles que deram calote na classe
Ao longo dessa semana, o Sindicato dos professores soltou uma Carta Aberta a população unense alertando para uma possível greve deflagrada pela instituições, utilizando de diversas “razões” que não condizem com as pautas que justifiquem qualquer ação do gênero e que se acontecer, só vai prejudicar em muito a população e estudantes da cidade.
Na referida Carta Aberta, o Sindicato expõe uma postura um tanto quanto de politica partidária contraria ao atual governo municipal e até fez acusações inverídicas contra a prefeita acusando-a de ter dado golpe nos professores quando não pagou o salário de dezembro e o 13º salário de 2012 (governo do Ex-prefeito Dejair Birschnner.
Causando estranheza pela postura de acusando a um ato imputado não pelo governo da prefeita Diane Rusciolelli, mas sim pelo governo passado, fomos investigar e grande foi a surpresa ao descobrir que o vereador atal líder dos professores no Sindicato e na Câmara de Vereadores acaba de ingressa com filiação no partido e no grupo liderado por Dejair Birschnner traindo completamente a classe ao se unir ao maior inimigo político dos professores após o golpe dado quando não pagou os salários da classe e o 13º salário em 12/2012.
Ficou então bem clara a postura do Sindicato professores que agora é liderado pelo grupo do ex-prefeito Dejair (mesmo Sem o apoio da classe), na referida Carta tentando tirar a culpa do seu liderado para colocar na prefeita que tentou de todos os meios pagar esse calote dado pelo ex-prefeito Dejair que que lançar o seu filho como candidato nessas eleições. Será que esses sindicalistas querem a volta do chicote e do enriquecimento ilícito. Enquanto os professores ficaram sem o salário de dezembro e o 13º salário em 2012, a família do prefeito dA época saiu da Prefeitura com as contas abarrotadas de dinheiro.
Muitos dizem que a carreira política do vereador e desse grupo que está a frente do Sindicato estão Com os dias contados com essa traição .

fonte:informe50 

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Sindicato dos Professores de Una/Ba ameaçam uma greve sob argumentos ilegais caracterizando mais um ato político que usa a classe e prejudica a população – afirmam Juristas

Utilizando-se de argumentos que não compete a classe e que não dar nenhum amparo legal a qualquer movimento grevista por parte da instituição, o Sindicato dos Professores da cidade de Una/Ba, “mais uma vez, usando da classe para fazer politicagem barata e sem se importar com o prejuízo que podem quasar aos estudantes e a sociedade local” (afirma um Jurista da cidade), ameaça paralisar os trabalhos de educação a partir dessa quarta (13).
Segundo o Jurista que procurou nossa reportagem indignado com a Carta Aberta que o Sindicato distribuiu na cidade, e que segundo ele é um instrumento utilizado para fazer terrorismo político contra a atual administração, passível até de processo por parte de quem se sentir prejudicado, a grande maioria dos argumentos utilizados na referida não dão nenhum balizamento legal jurídico que possa tornar uma paralização dos trabalhos dos professores um ato de reivindicação dentro da Lei que legisla a ação grevista da classe.
Entre os motivos que são alegados na Carta Aberta do Sindicato e que foi classificada pelo jurista como ato de terrorismo contra a população unense, para se fazer politicagem barata usando-se de uma classe que se respeita e que tem o respeito de todos, saem completamente da ossada do sindicato, a exemplo de acusação de Escolas sem reforma, taxa de manutenção para o transporte universitário, redução dos salários dos servidores não ligado a classe ou ao sindicato, reajuste de salários de servidores não ligados a classe ou ao sindicato, fechamento de escolas, entre outros que nada tem haver com os professores da rede municipal, o que deixa bem claro a postura politiqueira do Sindicato.
Chegou-nos também, uma informação vinda de um dos membros do próprio Sindicato de que essa ameaça nada mais é do que uma retaliação e um ato de revanche contra a prefeita por ter tomado o partido que até então era controlado pelos sindicalistas.
É bom lembrar que toda a diretoria do Sindicato é envolvida com politica partidária, sendo um deles vereador e a presidente futura candidata a prefeita da cidade. Diz ela. Enquanto isso, “os professores são usados pelos sindicalistas como massa de manobra para fazer terrorismo contra a prefeita”, afirmou o Jurista.
fonte:informe50

UNA: CÂMARA diz NÃO à criação de um Pólo Industrial na cidade.


Em relação ao Projeto de Lei n° 057/2016, a Câmara de Vereadores de Una está querendo fazer o papel da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, o projeto em questão, foi encaminhado pela prefeita Diane Rusciolelli (PT) no dia 07 de Março de 2016, trata-se de isenção de impostos para indústrias que queiram vir se instalar no município, no entanto, o presidente da Casa Legislativa têm colocado dificuldades desde a chegada da PL, o fato é que, a comunidade unense anseia a anos por uma fonte de empregos na cidade, no entanto esta fonte nunca chegava.
O presidente da Câmara, Ailton Nunes (SD), disse em uma das sessões em que a comunidade cobrava respostas sobre a isenção do pólo, que "não adiantava vereador dizer que vai votar, porque o presidente da casa é ele, e se ele quiser nem coloca em votação". Pois bem, o nobre vereador provou que é um homem e palavra, e segundo o site Una News, o projeto de lei será devolvido ao Poder Executivo, alegando não haver um estudo de impacto ambiental, o fato é que, o estudo de impacto ambiental só é feito quando a empresa interessada der entrada na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, após o estudo de impacto ambiental aí sim o setor de Meio Ambiente concederá ou não a licença para construção.
Alguns vereadores nos procuraram revoltados com a postura do presidente da Casa, um deles foi nobre Antônio da Piruna (PT) que disse a nossa redação que na sessão do dia 05/04, dia em que a prefeita esteve na Câmara de Vereadores juntamente com um dos Advogados do município dr° Harisson Leite, que tirou todas a dúvidas dos edis. O vereador Antônio da Piruna alegou que neste dia estava inscrito do pequeno e no grande expediente, no entanto, alegaram que haviam perdido a inscrição parlamentar, fato que caracteriza-se um "boicote", já que o vereador já declarou apoio ao pólo.
A comunidade está revoltada com essa atitude do presidente, e afirmam 'daremos a resposta em outubro" .
fonte:portaldagente7

terça-feira, 12 de abril de 2016

Hoje é o aniversário da prefeita Diane Brito Rusciolelli

Parabéns Diane Brito Rusciolelli


Esta é a minha forma mais natural e simples de expressar, espero que você faça desse dia uma data extraordinária para quem está a sua volta.
Desejo a você, um ano cheio de ternura e de realizações.
Fazer Aniversário é adquirir maturidade diante de um olhar diferenciado à vida como uma dádiva de Divina.
por Lauro Leandro e o blog UnaBahiaNoticias

Vereadores que “votarem” contra a lei de isenção pode entrar no ostracismo politico

Somos imagem da sociedade em que estamos inseridos. Possuímos diferentes níveis de convicção que nos traz benefícios ou malefícios de acordo com a nossa atuação no cotidiano. 
Precisamos de princípios, para analisar os paradoxos adentrados em nossa sociedade, temos que fundamentalizar a idoneidade que nos mantem digno de nossas afirmações.
Não precisamos de segregação ou exclusão social de membros de nossa sociedade por causa de politicagem. Sabemos que não podemos contribuir para a ascensão da desigualdade em nossa ambicionada Una, como é de tamanha dignidade manter o fluxo de emprego que está próximo de se tornar realidade e ao mesmo tempo distante por causa da insensibilidade de 02 ou 03 Edis que já vivem há um tempo com o burro na sombra, enquanto o povo que necessita de emprego e renda vive a mercê de uma autorização da casa do povo.
Já sabemos quais os Vereadores que são contra a geração de emprego e renda no município de Una, com vergonhosa decisão, poderão ser censurado e entrar no ostracismo politico. 
por Lauro Leandro

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Una pode perder empreendimentos por falta de apoio da Câmara de Vereadores

una BA
Centenas de empregos pode deixar de ser gerados no município de Una por falta de aprovação da Câmara de Vereadores dos projetos do Executivo. Semana passada não houve Sessão, e na de ontem(05), alguns vereadores se posicionaram contra o projeto que prever entre outros coisas, isenção de imposto para instalação da fábrica de motocicletas chinesa Yasuna.
Mesmo com a estimativa de criar 300 postos de trabalho, a presença de três mil pessoas na Sessão, e as explicações detalhadas do projeto por técnicos do governo municipal liderados pela prefeita Diane Rusciolelli (PT), cinco vereadores impediram que o projeto fosse votado. A ação demonstra falta de interesse destes parlamentares no desenvolvimento socioeconômico do município.
Nos bastidores o comentário é que os vereadores de oposição à prefeita Diane são contra o projeto apenas por questões políticas e pessoal. E que não são favoráveis a esse e outros projetos do Executivo apenas para atrapalhar a governo. O problema é que a atitude individualista destes vereadores podem prejudicar e acabar com expectativas e sonhos de jovens e país de famílias, em conseguir um emprego no município onde residem.
fonte:blogtempopresente

quarta-feira, 6 de abril de 2016

O Poder Representativo ele teoricamente existe e deve ser respeitado. Em Una ele existe ou é uma balbúrdia?

Por: Renê Sampaio - DRT 6.319. Radialista e Bel em Direito
Ao ingressar na carreira da magistratura, o juiz representa os anseios da sociedade e ver fazer justiça, através do direito vigente. Só a ele é dado o direito de julgar e fazer cumprir o seu julgamento, a chamada tecnicamente, execução de sentença. Nenhum do povo, salvo no caso do Tribunal do Júri, que julga crimes dolosos contra a vida, autorizado pela Magna Carta, é dado o direito de julgar seu par ou fazer com ele cumpra algo que foi acordado.
O particular que sobe à tribuna de uma Casa Legislativa em plena sessão plenária e profere discurso é considerado um criminoso pela Lei Penal. Conforme o art. 328, do Código Penal – CP, isso é considerado usurpação de função pública. A palavra nas sessões plenárias é de EXCLUSIVIDADE dos vereadores eleitos. O particular que tiver interesse direto ou indireto em determinado Projeto de Lei - PL deve manifestar seus conhecimentos ou opiniões no momento certo. Os debates nas comissões existem para esse fim.
A única oportunidade concedida pelo Regimento Interno da Casa legislativa de particulares usar da palavra em sessão plenária é no que tange ao PL de iniciativa popular em que seu autor poderá se manifestar sobre a temática do projeto. É muito comum na cidade de Una, inclusive, noutras legislaturas que intrusos subam à Tribuna da Casa do Povo e profiram discursos sobre algo que lhe convier ou que lhe interessar, sem respeito ao regramento jurídico da própria Casa Legislativa. O atual presidente da Câmara mandou imprimir 100 (cem) exemplares do Regimento Interno, todavia, parece que não teve muita afinidade aos livros.
Ontem (05) o jornalista Adriano Rusciolelli, contrariando o Regimento Interno da Casa do Povo subiu na Tribuna com direito a slide e outras meios tecnológicos para demonstrar didaticamente a suspeição da oposição e de alguns vereadores no que tange ao PL que pretende implementar um Pólo Industrial e a concessão de impostos às empresas que se instalarem no local. Uma das pretensas empresa promete 200 empregos diretos e 100 indiretos e ontem montou um stand defronte da Casa Legislativa numa amostra de seus produtos.
A bem da verdade, os vereadores Martan Maciel Trindade e Adilson Cardoso, são dignos de elogios, por terem a iniciativa de diligenciarem aos locais suspeitos por eles, porém este diagnóstico deveria ter sido tornado público durante a sessão, por parte dos vereadores, tendo em vista que a eles é concedido o múnus público, e não de um intruso representado.
fonte:unanamidia

Câmara de férias pagou mais de R$ 1 mil reais de comida.


Mesmo no recesso parlamentar a Câmara gastou o valor de R$ 1.091,50 de comida num restaurante da cidade. O valor corresponde a 70 refeições, 34 refrigerantes e 34 sucos. No mesmo período a Câmara consumiu 620 (seiscentos e vinte) litros de água mineral a um valor de R$ 310,00. R$ 2.999,00 foi pago pela na aquisição de material de limpeza e outros gêneros, a exemplo de 30 kgs de açúcar, 20 kgs de café, 20 kgs de leite, 10 kgs de manteiga e 10 Kgs de margarina.
No recesso parlamentar a câmara comprou no mês de janeiro/2016, a quantia de 100 pães francês, 20 litros de refrigerantes, 12 kgs de farinha de milho para cuscuz, 80 polpas de frutas, 6 litros de óleo de soja. O Poder Legislativo, também, pagou pela aquisição de biscoitos, achocolatados e diversos materiais de expediente. Por um carro locado a Casa do Povo, foi pago a quantia de R$ 1.680,00. No dia 19 de janeiro, a prefeitura repassou ao Poder Legislativo a quantia de R$ 153.061,33.
Veja as receitas e despesas do seu município clicando aqui.
fonte:unanamidia

terça-feira, 5 de abril de 2016

Voto evangélico, política de interesses e o valor de cada alma


O objetivo desta coluna é proporcionar uma breve análise da analogia existente entre voto evangélico, política de interesses e o valor de cada alma.
OBS: coluna em fase de conclusão...  

por Lauro Leandro 

YASUNA MOTORS – O PROGRESSO DESCE DE HELICÓPTERO EM UNA

 


A prefeita Diane Rusciolelli (PT) e comitiva do governo municipal recebeu hoje (05) com uma calorosa recepção o Sr. Saulo Farias, presidente nacional da YASUNA MOTORS NO BRASIL, empresa montadora de motos chinesa pretensa a instalar-se na nossa cidade com uma expectativa para gerar 200 empregos diretos e 100 indiretos .
Logo após, aconteceu uma reunião no gabinete entre a prefeita, o presidente da YASUNA e alguns secretários de governo.
Sabe-se que a instalação da montadora depende de aprovação por parte da Câmara de vereadores de isenção de impostos como incentivo a vinda da empresa.
Embora já exista um clamor popular para esta aprovação, já que o empreendimento dará uma alavancada na economia do município, ouvem-se rumores de que os nobres representantes do povo não pretendem apreciar positivamente a isenção de impostos.
Hoje há noite, a seção da câmara contará com a prefeita e o presidente da YASUNA para falar sobre o empreendimento e tirar qualquer dúvida nebulosa que ainda existir.
A verdade é que é vivido em Una um clima de progresso e novos tempos pois a prefeita não tem medido esforços para que isso aconteça.
fonte:portaldagente7

Câmara gastou R$ 7,5 mil, só com a manutenção do prédio.

 


Foi publicado no Diário Oficial do Poder Legislativo (veja aqui) contrato de prestação de serviço no montante de R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais). O valor pago foi para a revisão da rede elétrica e limpeza das calhas, impermeabilização de telhado, substituição de fechaduras, revisão no sistema hidráulico de sanitários, troca de lavatórios e aplicação de argamassa de paredes.
Ao eletricista a Câmara pagou o valor de R$ 3.600,00 (três mil e seiscentos reais) para a revisão geral da rede elétrico. O pedreiro foi remunerado com R$ 2.600,00 (dois mil e seiscentos reais) e ao seu ajudante a metade do valor. Os contratos pagos referem-se ao período de 01 a 26 de fevereiro. Não houve processo licitatório para a contratação dos profissionais e nem a publicação reza os motivos.
Embora o Poder Legislativo conte com quatro assessores da presidência e mais um para cada vereador, além de dispor sete funcionários, e um deles exclusivo para o sistema de dados da Casa do Povo, foi pago R$ 700,00 (setecentos reais) a uma empresa para digitalizar e enviar dados do TCM-Ba. O custo mensal de pessoal da Casa Legislativa é de R$ 109.325,22 (cento e nove mil, trezentos e vinte e cinco reais e vinte e dois centavos).
O TCM-Ba concedeu o direito de acesso irrestrito aos contribuintes dos processos de pagamentos das Câmara e das Prefeituras. O cidadão pode baixar notas fiscais, recibos de transferências bancárias, cópias de cheque e etc (confira aqui). Mas, o cidadão pode, também, consultar as receitas que ingressam nas contas públicas e a folha de pagamento de pessoal (veja aqui).
fonte:unanamidia 

segunda-feira, 4 de abril de 2016

O entendimento Cristão! A fé e a Politica em Una

A ociosidade do político unense fica bem caracterizada na sua conduta. Podemos viabilizar a questão social e verificar os interesses obscuros que esta por detrás “do tome lá e dar seu voto pra cá”.
É o momento de esclarecermos um pouco, a politica esta próxima e vamos observar o comportamento dos políticos maliciosos. Falo daqueles que estão em buscar de conquistar o poder a qualquer preço, caro eleitor cuidado, errando agora, vamos pagar pelos próximos quatro anos.
A Fé e a política se encontram juntas na vida das pessoas, tem políticos que até em ano de eleição se converte em igreja evangélica para tentar ludibriar a mente dos fieis para conquistando os votos dos que tem a fé em Cristo.
A manipulação esta escancarada, só não percebe quem não quer, a confiança em Cristo deve ser preservada. Sempre falo sobre lobos em pele de cordeiro, as evidencia são muitas e chega dar nojo em ver até onde os políticos maquiavélicos e asquerosos são capazes de chegar. Com isso podemos observar como se dá a relação entre fé e a política em nosso município.
“Mas a fé transcende a política, porque a fé se refere também à vida eterna, à ressurreição da carne, à transformação do universo, coisa que nenhuma política social e nenhum partido ou estado podem prometer.” (Leonardo Boff)
Precisamos nos conscientizar que política é a arte da busca e da realização do bem comum. A experiência da fé incide pela nossa obrigação com a honestidade e o amor em Cristo. O que não vale é tentar se esconder atrás de uma bíblia na qual não acredita.
Vale lembrar que qualquer ser humano está sujeito a se deixar dominar pelo ódio, seja qual for o sentimento de fúria contra os nossos pares ou familiares diretos são mais frequentes do que pensamos.
Sabemos que levar tempo para aceitar, esse sentimento invade nossas vidas, o problema é alimentar um desejo obsessivo de vingança. Com isso surge a psicose regada com desejo de perseguição em todas as camadas sociais.
Milhares de interesses foram contrariados, com isso opositores sentiram-se na necessidade de represália infundada, acabaram se utilizando de subterfúgios sem fundamentação, só com o intuito de denegri a imagem da gestora municipal.
Com isso, evidenciou-se que anseios intensos de hostilidade são acompanhados de múltiplos fantoches alienados que são usados como escada para que sua retaliação obtenha êxito.
É preciso conhecer que a ideia de que a Fé e a política são antagonistas, em uma sociedade degenerada só cresce o medo e a corrupção desenfreada, muitos políticos que estão pleiteando conquistar o poder através de métodos obscuros devem ser rejeitado pelo eleitor consciente e esclarecido.
Por Lauro Leandro

quinta-feira, 31 de março de 2016

A consciência política do povo de Una

Devemos tomar cuidados diante de nossas ações, não podemos compactuar com a disseminação do ódio em nossa sociedade, vejo que existem milhares de contradições nas denuncias propagadas nas redes sociais.
Não podemos conviver com o ceticismo, temos que manter uma postura com aquilo que nos conduz ao mundo real. Assim com diversos episódios apresentados como do senso comum, temos que nos manter consciente e convicto do que é melhor para nosso município. Sendo assim sempre buscamos formar alianças e estabelecer acontecimentos fundamentais.
A moral sendo um conjunto de princípios regulamentados ou preceitos de comportamento aceitos pela sociedade vigente ou instituídas aos poucos em períodos distintos.
Se fôssemos capazes de responder todas as perguntas que nos fazem, seria uma utopia diante dos milhares de respostas. Devemos aprender a conviver unidos perante a diversidade de pensamentos e formação de valores no local onde vivemos.
É bastante constrangedor ver alguns edis que passaram 03 anos falando mal* da gestora e agora estão sofrendo a rejeição instantânea, creio que no máximo 02 ou 03 edis pode se reeleger para o pleito de 2017/2020.
É sabido que ocorreu um progresso na consciência política do povo de Una, mas ainda permanecemos bem longe do ideal. É preciso salientar, que não podemos cair nas garras da alcateia sedenta de ódio e rancor. 
É difícil de aceitar que um grupo de lobos travestido de pele de cordeiro com finalidades obscuras, cujo objetivo principal é roubar a alma dos desavisados e torna-se vitoriosos nas eleições municipais de nosso município.
Tenho observado os falsos moralistas com discursos inflamados e recheada de frases de efeito incitando a população. Designando hostilidade em um povo pacifico, com intuito de manipular pessoas com suas pretensões mais vingativas na qual acaba contaminando a opinião publica.
por Lauro Leandro 

quarta-feira, 30 de março de 2016

Câmara de Vereadores de Una/Ba não demonstra interesse em aprovar Lei de Isenção de Impostos para a criação de Parque Industrial na cidade e geração de empregos


Com mais 25 dias que foi dado entrada na Câmara de Vereadores da cidade de Una/Ba, o projeto de Lei que estabelece a criação de Isenção de Impostos para Indústrias que queiram se instalar no município e gerar empregos, continua emperrado na Câmara.
A expectativa era de que o projeto fosse votado nessa Sessão de ontem (terça- 29), que, sem nenhuma explicação, ou comunicado, foi cancelada. De certa forma, ficou a impressão de que o cancelamento da Sessão foi para que não houvesse nenhum debate sobre a questão que implicasse em desgaste do legislativo municipal com a questão. Sobretudo porque, existe certa cobrança de muitos para a aprovação do projeto nas Redes Sociais.
Segundo informações anteriores a essa data fornecida pela Câmara, o Projeto tinha sido encaminhado para o departamento Jurídico da Câmara, e foi solicitado através de Ofício para a Prefeitura, um questionamento sobre várias dúvidas dos vereadores quanto ao referido, e a Câmara aguardava resposta.
fonte:informe50

UNA: PREFEITURA ESCLARECE SOBRE CONSTRUÇÃO DE ESCOLAS NO CAMPO ANDAMENTO DAS OBRAS DE ESCOLAS DO CAMPO NO MUNICÍPIO DE UNA.

Atendendo a necessidade de escolas no campo, o atual governo da prefeitura de Una tem firmado Convênios com o MEC através do PAR (Planos de Ações Articuladas) e três escolas estão com suas construções em andamento na zona rural do município.
Diferente do que se tem noticiado, sem responsabilidade alguma com apuração de fatos e com a verdade, as obras estão com suas ETAPAS CUMPRIDAS referente aos repasses que foram feitos até o momento - menos de 30% do valor final - para as respectivas contas dos convênios firmados.
Vale esclarecer que os valores das construções são definidos pelo MEC mediante informações cadastradas com base no número de alunos, dimensões das estruturas, séries que estão cursando e outros dados que visam atender as necessidades educacionais. Existe um Termo de Compromisso que define todos os detalhes que vão de dimensões das estruturas a valores das construções.
Esses valores não são definidos pelo município. Todas as informações estão previstas nos Termos de Compromisso firmado entre o FNDE (Fundo Nacional de Educação), município e empresa licitada.
Os munícipes podem acessar as referidas informações referente a valores de repasse, parcelas liberadas no site do FNDE pois são de domínio público.
fonte:portaldagente7 

segunda-feira, 28 de março de 2016

Nos bastidores da politica temos uma oposição que está jogando sujo

Precisamos discutir como viabilizar uma vida melhor para todos, neste momento ganhamos a oportunidade da geração de mão de obra, o projeto de lei tem que ser aprovado pela maioria dos vereadores, enquanto isso não temos problema, creio que a maioria votará a favor da geração de empregos.
O problema é que nos bastidores da politica temos uma oposição que está jogando sujo, essa dita oposição esta fazendo de tudo para que esse projeto não entre em votação.
A antiga elite politica, a ala radical do PT de Una e as velhas raposas de nosso município estão sem dormir. A prefeita Diane Rusciolelli mostrou que veio para ficar e governar o nosso município com respeito e responsabilidade com o erário publico. Em nossa terra viu-se a necessidade de viabilizar novos investimentos, criando assim oportunidades à nossa juventude que tanto precisa de seu primeiro emprego.
Portanto, a criação de um polo industrial chegou em boa hora, a prefeitura já buscou desapropriar 10 hectares de terra, com isso nosso município estará pronta para receber varias indústria.
O que intriga a oposição é que quando estiveram no controle municipal não se preocuparam na geração de empregos, e agora vendo que a mudança chegou, estão de todas as formas buscando atrapalhar o desenvolvimento de nossa cidade.
por Lauro Leandro 

querem culpar a prefeita de Una pelo atraso na entrega de obras em todo Brasil

Nosso município está sofrendo alguns transtornos devido a varias obras inacabadas, entre creche, escolas, posto de saúde entre outras, o governo federal concedeu ao município de Una varias obras, que devido a crise financeira e politica que nosso país veem enfrentando, criou-se varias lacunas e falta de compreensão de alguns desorientados políticos.
Não devemos cair no engodo de que a culpa da morosidade das obras é da prefeita, as obras citadas veio através convênios entre a prefeitura municipal de Una e o governo federal.
O trabalho da oposição é criticar para tentar angariar algum voto dos eleitores sem conhecimento de causa, apesar de que muitos opositores estão cometendo crime eleitoral, todos sabem que propaganda eleitoral antecipada é crime, temos varias denuncias de eleitores reclamando do assedio dos políticos oportunistas.
por Lauro Leandro

domingo, 27 de março de 2016

Área a ser desapropriada não será uma hectare.


A prefeita mandou fazer uma nota de errata para retificar o tamanho da área a ser desapropriada pelo município para a construção de um pólo industrial nos limites do Rio Aliança/Una, cuja área a ser desapropriada não será de 01(uma) hectare, mas de 10 (dez) hectares.
O Decreto n.º 363/2016, da desapropriação, criou um transtorno no proprietário do terreno e um alvoroço político, haja vista que alguns vereadores não aceitam a instalação de uma empresa montadora de motos. Segundo o município, ela vai gerar 200 (duzentos) empregos diretos e 100 (cem) indiretos.
Em meados do ano de 2005, o proprietário aumentou a sua área invadindo cerca de 2 (dois) metros da estrada que liga a sede do município ao distrito de Pedras, mas o prefeito da época permaneceu silente, malgrado as criticas da comunidade de Pedras. A estrada tornou-se inviabilizada para a passagem de dois veículos em sentidos opostos.
fonte:unanamidia

quarta-feira, 23 de março de 2016

Una: Veja quem são os vereadores que estão do lado povo

materia vereadores
Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Una, em 22/03 (Foto: Lauro Leandro)
Qual será o futuro de Una? Se depender do “dono” Câmara de Vereadores, será tenebroso…
Mas, nem tudo está perdido. No que depender da boa vontade dos 10 vereadores de bom senso de Una, Matcha-Matcha, Soninha, Dilsinho, Bico Fino, Antônio da Piruna, Davi Cerqueira, Professor Jorge, Osman Berbet (Man), Tanda e Juvenal Trindade, o projeto de Incentivo Fiscal de autoria da prefeita Diane Rusciolelli, tramitará normalmente na Casa de Leis e será aprovado.
Ficou claro que estes vereadores tem colocado a questão partidária de lado e se concentrado no bem comum da população.
O tema tem gerado polêmica porque uma parte da oposição ao governo entende que a prefeita Diane capitalizará votos com esta iniciativa pioneira no município. Portanto, impedir que o Projeto seja aprovado, na ótica de muitos, pode evitar que a popularidade da prefeita se potencialize. Por outro lado, há 10 vereadores que, inteligentemente, se posicionam favoráveis ao projeto, logo, do povo.
Há de se observar que a população está atenta e que o político que demonstrar um comportamento semelhante ao do Presidente da Câmara não terá chance nas próximas eleições.
Em contrapartida, estes 10 vereadores que demonstram respeito para com o povo, certamente, terão a gratidão e o respeito advindo do povo que será notado através do voto de reeleição.
Por Rubem Gama

GOVERNO MUNICIPAL TRAZ O PROERD PARA UNA



O PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas), tendo como modelo o D.A.R.E. (Drug Abuse Resistance Education), foi desenvolvido por um grupo composto por psicólogos, psiquiatras, policiais e pedagogos implantado no Brasil desde 1993.
Com caráter social preventivo, o Programa é desenvolvido nas unidades escolares com a parceria ESCOLA + POLÍCIA MILITAR + FAMÍLIA onde professores, alunos, policiais e pais interagem, pedagogicamente, no processo ensino/aprendizagem, buscando, em trabalho extracurricular, a formatação de uma rede protetiva que viabilize a potencialização de grupos sociais sadios, buscando a perspectiva de um amanhã digno de ser vivido.
Muitos famosos como o jogador Neymar, o cantor Luan Santana, Rogério Ceni, apoiam o projeto dada sua grande importância no Brasil. Numa parceria feita entre Secretaria de Estado da Segurança Pública e a Prefeitura Municipal de Una através da Secretaria Municipal de Educação, o PROERD tem por objetivo o bem-estar social, projetando seus esforços, estrategicamente na prevenção da criminalidade, concorrendo para a diminuição dos índices de violência e criminalidade, especialmente, para a diminuição do uso abusivo de drogas, que vem se caracterizando como o flagelo do terceiro milênio.
O PROERD vai além dos tradicionais programas de prevenção às drogas, pois sua metodologia consiste em ensinar às crianças e adolescentes a reconhecerem e resistir à pressões para o uso de drogas.
GOVERNO DA RESPONSABILIDADE, HONESTIDADE E COMPROMISSO!!!

Blogs atendem pedido do presidente da Câmara de Vereadores de Una e publicam a arrogância do dito cujo

Existem acontecimentos que são inaceitáveis, até mesmo numa democracia como a nossa. As relações entre pessoas e entidades são pautadas na forma da Lei. Quando se usa o grito como recurso, a democracia é jogada na lata do lixo. Quando chega a este ponto já é hora de dar um basta.
Nesta terça-feira (22) o presidente da Câmara de Vereadores de Una, vereador Ailton, mostrou que não tem compromisso nem respeito com o povo do município nem com seus colegas vereadores.
Com o plenário lotado, mesmo depois de ouvir de todos os vereadores que são a favor de votar o Projeto de autoria do Executivo Municipal que oferece incentivos fiscais para atrair indústrias para se instalar no município, o presidente da Casa do Povo, do alta da sua arrogância, disse não a votação.
O presidente caminha na contramão do bom senso e da inteligência e, na ausência de argumentos, usa o alto tom de voz e a arrogância como recurso. Ainda não se sabe ao certo se este comportamento é próprio dele, ou se está lendo a cartilha de outrem.
Aos gritos de do tipo: “quem manda aqui sou eu”; “não adianta vereador dizer que vai votar… só vai votar se eu quiser… se eu quiser ‘botar’ em votação eu ‘boto’, se eu não quiser, nem pra votação vai”; “não ‘como’ pressão… podem ir pra rua, pra blog, pra rádio que eu não tô nem aí”; Foi assim que o presidente da Câmara de Vereadores de Una se negou a colocar em votação um projeto que dará início a tão sonhada retomada do crescimento do município, estagnada há décadas.
Não é crível que um Projeto desta magnitude possa ficar ao talante da vontade política de um único membro legislativo.
É de bom alvitre que o Executivo Municipal de Una impetre mandado de segurança com caráter liminar para que o presidente da câmara outorgue, imediatamente, o regular andamento ao processo legislativo para aprovação ou reprovação do Projeto de Lei.
Por Rubem Gama

Vereadores não apreciam PL da geração de emprego e renda.


O que já estava previsto, aconteceu na sessão de ontem (22) da Câmara de Vereadores de Una. O presidente da Casa, Vereador Ailton Nunes Dias (SD), não colocou em pauta a discussão e votação do Projeto de Lei - PL de autoria do Executivo que visa incentivo fiscal a uma empresa para a montagem de motocicleta no município. Pelo PL a empresa ficaria pelo período de 20 (vinte) anos pagando o ISS sobre o percentual mínimo legal.
O questionamento dos parlamentares é concernente ao plano de proteção ambiental já que a empresa será instalada às margens do Rio Aliança/Una e a ocultação do nome da empresa no PL. O município garante que a empresa é seria já adquiriu terras para a instalação do galpão de montagem e que um terreno ao entorno já foi desapropriado para instalações de empresas de apoio.
Na sessão de ontem (22), os vereadores Antonio da Piruna e Davi Cerqueira, atendendo aos anseios da população presente, tentou sensibilizar o presidente para colocar o projeto em apreciação do plenário, mas o vereador Ailton foi resistente, ao ponto de dizer, que quem manda na Câmara é ele, porque foi eleito para tal fim, e se alguém do povo quiser falar terá de concorrer às eleições e ter votos.
fonte:unanamidia

UNA: PREFEITA SAI DO PSD E SE FILIA AO PT

Everaldo e Diane exibem ficha de filiação da prefeita ao PT (Foto Anderson Alves).
Everaldo e Diane exibem ficha de filiação da prefeita ao PT (Foto Anderson Alves).
A prefeita de Una, Diane Rusciolelli, deixou o PSD e filiou-se, nesta quarta (23), ao PT. O ato aconteceu hoje (23) na sede estadual do PT, em Salvador, e a ficha foi abonada pelo presidente Everaldo Anunciação.
A filiação teve o apoio da direção estadual e dos secretários do partido no governo Rui Costa. Everaldo destaca a importância desta filiação, principalmente “pela boa administração da prefeita”, que é pré-candidata a reeleição.
Segundo o presidente, em abril será realizado um encontro entre as direções municipal e estadual do PT, quando será oficializada a pré-candidatura da prefeita.
fonte:pimenta

UNA: Vereador Bico Fino deixa PP e filia ao PSD.


Na tarde dessa terça-feira (22), o vereador do município de Una, Julival Mendonça, mais conhecido como Bico Fino deixou oficialmente o Partido Progressista (PP) e se filou ao Partido Social Democrático (PSD), a presidente da sigla no município Renilda Teles, também Secretária de Saúde foi quem abonou a ficha de filiação do vereador a sua nova sigla.
Bico Fino disse ao Portal da Gente, que várias situações motivaram ele a mudar de sigla, entre eles foi a simpatia com o projeto da prefeita Diane Rusciolelli, que com muito esforço vem conduzindo o município a um novo tempo.
fonte:portaldagente7

terça-feira, 22 de março de 2016

O Nome da montadora chinesa, gera polemica aos "desavisados" na Câmara de Vereadores


Na sessão da câmara de Vereadores gerou uma certa polemica sobre o nome da empresa chinesa Yasuna Motors, desde o dia 11 de março de 2016 que está disponibilizado no diário oficial do município de Una. veja na integra click aqui

É necessário visualizar as melhorias com lema de futuro.

A Câmara de Vereadores de Una não pode perder a oportunidade de compartilhar este Centro Industrial com o Executivo e a cada dia afastar a crise das portas daqueles que vivem o dia a dia no trabalho por dias melhores.
É necessário deixar a mesquinha politicagem e perversidade de lado e passar a aderir ao lado do povo.Se o povo precisa trabalhar vamos convocar reuniões extraordinárias, plenarias e vamos debater políticas públicas para a comunidade.
Vamos zelar pela vida do próximo e criar benefícios que possam qualificar a juventude Unense que clama por trabalho.A quem interessa dificultar a geração de empregos e renda nesta cidade.
Será que os Senhores Edis vão deixar subir pra cabeça e articular uma quebra de braços contra a Prefeita Diane Rusciolelli e desnecessária aos olhos do povo.Vamos mostrar verdadeiramente que Vossas Excelências são os legítimos representantes do povo desta cidade.
É bom que vcs lembrem que a Executiva Municipal não trabalha na linha de montagem e nem vende motos, Ela tão somente reconhece a necessidade dos homens e mulheres desta terra que precisam trabalhar, levantar a auto estima, pagar as contas e agradecer a Deus que tem visto toda crise no Brasil e no Mundo e ainda tem abençoando o município de Una.
É chegada a hora de pensar no futuro e é necessário ceder pro povo e para o povo pra vê as motos fabricadas em Una passar.O povo precisa trabalhar, Una precisa continuar crescendo.
por Jean Macedo

Oposição de Una está "PRESTE" a conceder os 300 empregos ao municipio de Uruçuca

Podemos fazer algumas indagações sobre as possibilidades da implantação de um polo industrial em nosso município. Ao observar o alvoroço nas redes sociais sobre a possibilidade de geração de empregos e oportunidades de negócios em nossa região.
Certos grupos opositores ficaram perplexos com a noticia de que esta chegando uma empresa chinesa com a capacidade de gerar 200 empregos diretos e 100 empregos indiretos.
Em nenhum outro momento da historia de nosso município, algum gestor teve a preocupação de por em pratica um projeto tão grandioso. Faz-se necessário saber qual seria o impacto ambiental que causaria ao nosso ecossistema.
É importante salientar que neste momento temos UMA EMPRESA que com muito esforço a gestora obteve através do apoio incondicional do Governador. A empresa chinesa requer isenções ficais para se instalar em nosso município.
Precisamos ficar atentos, podemos encontrar dificuldades para alocar grandes projetos, precisamos analisar a lei orgânica e o plano diretor que foi feito de acordo com os interesses de seus realizadores, creio que será preciso fazer algumas alterações. A lei orgânica e o plano diretor devem esta em harmonia com a Constituição Federal.
Neste o momento o mais importante é a aprovação do projeto de lei n° 57 de 07 de março de 2016 que, "autoriza a concessão de isenção de tributos e, dá outras providencias". Com a aprovação da citada lei o município de Una estará facilitando a chegada de investimento privado.
contudo, se os vereadores de Una não aprovarem a isenção HOJE, provavelmente os 300 empregos beneficiará o município de Uruçuca.
POR LAURO LEANDRO

segunda-feira, 21 de março de 2016

300 empregos para Una: Projeto da prefeita Diane para instalação de Polo Industrial já está na Câmara. Agora, só depende dos vereadores

Carteira-de-trabalho2
Decidida a enfrentar a crise e o desemprego que assola o município há décadas, a prefeita de Una, Diane Rusciolelli, diligenciou a estratégia para atrair para o município Indústrias de pequeno, médio e grande porte, criando assim um Polo Industrial.
Como êxito desta empreitada a prefeita já recebeu o “sim” da primeira empresa das várias que pretende atrair para o Polo e gerará 200 empregos diretos e 100 indiretos.
Esta primeira empresa implantará no Polo Industrial uma linha de montagem de motocicletas. Informações dão conta de que os empreendedores já compraram uma área que está situada na entrada da sede do município.
Uma das formas de atrair investidores para os municípios é o incentivo fiscal. Para concessão deste benefício, a Prefeita já enviou para a Câmara o Projeto para apreciação e aprovação dos vereadores.
O Projeto versa sobre incentivos fiscais para todas as empresas que tiverem interesse em se instalar no município.
Em geral, para que tenham acesso ao benefício, as empresas terão seguir vários critérios, como número mínimo de funcionários do município, capacidade de atrair outros negócios relacionados ao ramo, observância às legislações trabalhistas, contratação de produtos e serviços do próprio município dentre outras regras.
Na sessão da Câmara, realizada na última terça-feira (16), o presidente da Câmara juntamente com seus pares não apreciou o Projeto do executivo que institui o incentivo fiscal à empresa, fato que deixou a população em polvorosa e apreensiva, pois, este comportamento da Câmara sinaliza, num primeiro momento, que os Vereadores querem impedir a criação dos 300 empregos iniciais, e os demais benefícios deste Polo Industrial.
As decisões que beneficiam a população não devem ser alvo de imbróglios de oposicionismos. Quando o que está em jogo é a melhoria para o povo, todas e quaisquer diferenças político-partidárias devem ficar de lado e colocar em prática o juramento de posse, principalmente aquele trecho que diz: “Trabalhando sempre pelo progresso do município e bem estar do seu povo”
Este Blog entrou em contato por telefone com o Presidente da Câmara de Una, vereador Ailton, que nos informou que os vereadores apreciarão o Projeto já na próxima sessão da Câmara.
Vamos aguardar e torcer para que a vontade e as necessidades do povo de Una sejam priorizadas e que Deus possa tirar todo o embaraço que tentar impedir o progresso do nosso povo.
Aproveito para convidar a população unense a comparecer à Casa do Povo (Câmara de Vereadores) na próxima sessão, terça-feira, 22/03, para ajudar os vereadores a decidirem sobre este assunto que é muito importante para o progresso do município e vai ficar registrado na história de Una.
O dever do cidadão não termina depois que ele vota. Se quisermos melhorias de verdade é importante participar ativamente do processo durante todo o mandato.
Por Rubem Gama

sexta-feira, 18 de março de 2016

Dor de cabeça na Oposição de Una, criação de empregos em Una ganha apoio popular.

diane
Quando surgiu o “zumzumzum” de que a prefeita de Una viajaria até a China em busca de investimentos para o município, o que seria o único meio de viabilizar e recuperar a auto estima da população unense, vários opositores fizeram chacotas sobre a citada viajem. “Passado” dois meses de varias resenhas e chacotas, nosso município acabou de ser presenteado em plena crise politica com cerca de 200 empregos.
Os grupos ideológicos funcionam exatamente como uma alcateia, lobos em pele de cordeiro, sempre circulam nas redes sociais campanhas difamatórias com intuído de ludibriar a opinião publica. Nos últimos dias algumas informações suspeitas e de credibilidade equivocada tem criado lacunas e tensão a aqueles que necessitam de emprego no nosso município.
Na próxima terça (22), a Câmara de Vereadores de Una votará "sim ou não" pela criação do polo industrial. É de grande importância à população acompanhar de perto essa votação, corre o risco de ter boicote por parte de vereadores de oposição. A ideia deles é criar discórdias, sedo que o principal intuito é enganar e politizar a geração de mão de obra em nossa terrinha.
"A criação de um polo industrial no município de Una deixou a oposição desesperada diante do apoio popular dado a iniciativa da gestora".
Nunca na historia do nosso munícipio nenhum gestor conseguiu viabilizar “tantos empregos”. No intuito de resolver os problemas sociais que nosso município veem enfrentando, a GESTORA Diane Rusciolelli através de ações afirmativas conseguiu meios para serem criados cerca de 200 empregos diretos e aproximadamente 100 empregos indiretos. Umas das exigências da empresa chinesa é a isenção de impostos.
A tentativa de boicote que “veem” de alguns edis, na qual preferem ver o município no atraso e “sentem” prazer em ver seus munícipes migrando para outras regiões em busca de uma vida melhor. Só que agora os nossos “parentes, irmãos e amigos” terão a oportunidade de retornar à sua terra de natal.
Por Lauro Leandro

quarta-feira, 16 de março de 2016

MAIS SAÚDE – O POSTO DE SAÚDE DA URBIS JÁ ESTÁ FUNCIONANDO



Os moradores da Urbis tiveram hoje o primeiro dia de atendimento no PSF. Com uma equipe de excelência, moradores puderam se consultar com o Dr.Juliano, que tem o apoio de uma equipe de enfermagem disposta e dinâmica.
A Prefeita Diane Rusciolelli, vistoriou e acompanhou de perto o primeiro dia de trabalho. O prédio recém inaugurado, tem a administração da enfermeira responsável Márcia Oliveira Castro.
GOVERNO DA RESPONSABILIDADE, HONESTIDADE E COMPROMISSO!!!

Mas, afinal a oposição quer ou não quer o progresso do município?

Por: Renê Sampaio - DRT 6.319. Radialista e Bacharel em Direito
As críticas constantes promovidas pela oposição no que tange a promoção de emprego e renda eram constantes. Houve até quem promoveu montagem de veículo fazendo transporte de bagagem para fora do município, mas agora o discurso mudou. Os oposicionistas da prefeita Diane Rusciolelli demonstram contrários ao progresso do município sob o argumento de que tem medo do progresso mexer com a paz dos unenses, digo, deles.
Em articulação político-administrativa a prefeita de Una conseguiu com que uma empresa pudesse se instalar no município para o serviço de linha de montagem de motos. Isso deve render empregos, renda e tornar o município mais conhecido no Brasil. A empresa já comprou uma área na entrada da cidade, mas precisa de incentivo fiscal para começar a montagem de maquinários e galpões. Entretanto, vai ser mais uma grande luta por parte do Poder Executivo frente ao Legislativo.
Ontem (16) a Câmara já deu demonstração de que vai boicotar a instalação da indústria e não apreciou o Projeto de Lei encaminhado pelo Executivo que sugere incentivo fiscal à empresa, ademais foi observado a presença de um empresário da cidade no interior da Casa do Povo, em conversas de pé de ouvido com os parlamentares presentes. Houve quem dissesse que o dito estava tentando desarticular o Decreto Municipal n.º 362, que desapropriou suas terras para a implementação do Pólo Industrial do Município objetivando a instalação de empresas subsidiárias da montadora.
A verdade é que muito dos parlamentares estão afinados com os pré-candidatos de oposição, inclua-se dois ex-prefeitos, e uma vez instalada a industrial vai refletir na caminhada política de 02 de Outubro. Portanto, diversos argumentos devem surgir com o ÚNICO objetivo, O de boicotar a instalação da empresa montadora de motos no município. Eles que tanto pleitearam a criação de emprego e renda, de repente mudaram de idéia e já pregam pela não criação de indústria no município.
O Presidente da Casa disse que vai consultar o Ministério Público sobre à viabilidade do projeto, embora a Casa do Povo, supostamente, pague a uma assessoria jurídica. A bem da verdade, e estamos de pleno acordo, o que a Câmara de Vereadores deve cobrar do Executivo são laudos de impacto ambiental condizentes com a viabilidade econômica do projeto, mas não utilizar de suposta POLITICAGEM para a implementação do projeto.
Historicamente, em, 1985, o ex-prefeito, saudoso Antonio Andrade, enfrentou esta crise quando da instalação de um empresa hoteleira no distrito de Comandatuba, e a oposição, a época, liderada pelo ex-prefeito Mané Dentista se manifestou veementemente contra a implementação da construção da empresa, mas que depois todos abraçaram os incentivos que se perpetuaram até o ano de 2013, quando a prefeita Diane pisou no freio e anulou o incentivo fiscal.
Acaso, o Poder Legislativo local der ouvido aos opositores do atual governo para dificultar ou burocratizar a implementação do projeto, a empresa deve procurar outro município para se instalar e esta ação, que vai configurar politiqueira no futuro, trará conseqüências graves para os munícipes. Assim sendo, clamamos aos nossos ilustres vereadores que aprecie com prudência a viabilidade econômica do projeto, pois nosso único recurso, no momento, é pedir e em 02 de outubro, VOTAR.
fonte:unanamidia

domingo, 13 de março de 2016

A chefe de transporte que coordena os ônibus fala sobre o transporte Universitário de Canavieiras

chefe de transporte Tassiana Maia
Sobre o ocorrido do dia 11, ultima sexta-feira, informo que, fui chamada para resolver um problema que estava ocorrendo com os estudantes, em um dos postos de gasolina de nosso município. Logo de início, acreditei que seria só mais um desentendimento, liguei para o motorista e ele me informou que estava havendo um tumulto.
Alguns curiosos que estavam por ali, telefonaram dizendo que os alunos estavam impedindo o ônibus de sair. Chegando ao local, constatei que havia dois grupos separados, aglomerados no posto. Um, eram alunos da FMT e outro, alunos da CESUPI (eram o maior número de pessoas).
Eles questionavam com relação aos pagamentos, alegando injustiça. Em momento algum a atual administração teve acesso aos valores financeiros ou deu privilégios. Não posso, na posição de chefe de transporte e responsável pela organização e coordenação destes 300 alunos, me posicionar com pessoalidade. Lutamos para que as coisas aconteçam com justiça. É muito difícil agradar todas as pessoas...
Os alunos da CESUPI sempre se negaram a viajar com outras instituições. Hoje em dia, o Prefeito mantém, sem nenhuma obrigatoriedade, 3 ônibus que atendem sete instituições com rota até Itabuna. Nossa intenção é que eles estudem.
Eles querem lutar pelos direitos, mas esquecem dos deveres. Trabalhamos com regimento interno e termos de responsabilidade, onde eles sabem e assinam, fazem conhecimento das condições para o acesso.
Nós da administração, não podemos nos envolver nas questões entre os estudante, até determinado limite. Impôr condições para que o ônibus viaje, não é conduta admissível, as coisas não funcionam assim. Eles comprometeram o horário e prejudicaram quem queria viajar.
Quanto a pedir, com auxílio da Guarda Municipal de Canavieiras, que eles se retirassem, depois da tamanha proporção que alcançou, decidi, como qualquer pessoa sensata, que a melhor solução, no momento, seria recolher o ônibus. Pedi que todos, independente da instituição, saíssem do carro. A polícia militar, a qual aproveito para agradecer, esteve no local para evitar maiores transtornos.
Todos estavam muito eufóricos. Muitos filmavam e falavam muitas coisas. Houve resistência à saída do ônibus e quando saíram, deixaram as bolsas como forma de protesto. Um blog desses aí, disse que a Guarda Municipal expulsou os estudantes... Negativo, a guarda municipal está de parabéns, colocaram bolsas lá do fundo do ônibus mais para frente, APENAS. 
Em seguida, concordaram em retirar as coisas, mas não gostaram da atitude que tomamos, falaram o que quiseram e ouviram apenas o necessário, como eles mesmos filmaram. A administração colocou os ônibus para suprir a necessidade de uma maioria. Entre 300 pessoas, um grupo de 30 ou mais estavam protestando. 
Me acusaram de privilegiar pessoas que viajam em pé, igual a todos, quando necessário. Para tudo existe uma razão. Eles não foram expulsos do ônibus, só não poderia permitir que, um ônibus a serviço do município, ficasse em uma manifestação porque alguns estavam insatisfeitos.
Temos que ser justos, somos nós que estamos sendo privilegiados, ou este referido grupo em protesto que se nega a ser igual a todos? Me pergunto isto, pois só eles reclamam e se sentem injustiçados. 
Não é uma imposição que eles paguem o valor total diário, dividido pelo número de alunos, e nao pelo numero de instituições, é uma decisão tomada com a maioria. Eles(CESUPI) podem ser maioria diante da FMT, mas é uma minoria diante das outras 6 instituições que funcionam desta maneira.
Se estão todos no mesmo propósito, por qual motivo eles não podem dividir 330 reais, entre em media 60 pessoas e querem dividir 165 para 45 e 165 para 15, por exemplo? Sempre estive receptiva a resolver as problemáticas de todos, mas isto deixa de ser um problema e passa a ser uma causa, causa esta que poderá prejudicar o andamento dos estudos dos demais. 
A maioria é grata por ter que custear apenas o combustível. Imagine custear aluguel de ônibus, motorista, revisão, peças... O que este grupo de alunos está esquecendo é que, nossa visão é administrativa de modo geral, eles não são um mundo extra, não são somente 50 universitários que vão para CESUPI, eles são 50 entre 250 que viajam até Itabuna.
Vale lembrar, que os estudantes só estão custeando o combustível desde Dezembro, foram 3 anos de serviços completos para todos. Nesta segunda, dia 14, os secretários de Educação e Transporte estarão reunidos para solucionar esta causa.
Desde já, agradeço
Tassiana Maia